--

Lutadores da WWE irão ter calendário mais leve em 2020

Aparentemente, a emprea de Stamford decidiu reduzir consideravelmente os números de seus house shows. No ano passado, a expectativa era realizar vários eventos do RAW e SmackDown na semana, especialmente no final de semana, mas parece que essa perspectiva foi alterada. A WWE anunciou apenas dois grandes house shows para a próxima semana: o primeiro será realizado no dia 8 de fevereiro em Oakland e o próximo no dia 9 em Fresno. Na semana seguinte também seriam realizados apenas dois house shows e o primeiro pay-per-view do RAW não será realizado até o dia 23.
Com essa mudança, a WWE passaria de fazer 4 shows por brands (totalizando 8) na semana para apenas 2 supershows. Essa mudança teria sido realizada em virtude dos shows que provocaram a queda de ganhos financeiros no último trimestre de 2019. A diminuição do público presente nesses eventos prejudicou a empresa no mercado e a empresa quer mudar essa realidade para melhor.
No entanto, não é apenas o panorama econômico da empresa que essa mudança beneficiaria mas a qualidade dos eventos ao vivo e shows televisionados também seriam beneficiados consideravelmente por diversos fatores. O tempo de descanso aumentaria e consequentemente diminuaria o risco de lesões além que existiria tempo para os lutadores cuidarem de suas condições físicas na academia. Outro fator que seria beneficiado é a presença do público nos shows. De acordo com Dave Meltzer, jornalista do Wrestling Observer, o house shows reduziam o número médio de espectadores.
No entanto, entre um dos aspectos negativos dessa redução estão a menor exposição de jovens talentos que já não tem tanta exposição nos shows semanais da empresa. Mas há de se ter em conta que na mesma época em que esses shows foram desaparecendo, houve uma grande ascensão de estrelas, como é caso de Drew McIntyre, Andrade, Aleister Black e Buddy Murphy, o que indicaria que essa mudança poderia ter efeito contrário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário