Lutadores da WWE já estariam se negando a viajar para a Arábia Saudita

Conforme relatamos anteriormente, a WWE teria decidido realizar seu próximo evento pay-per-view na Arábia Saudita no dia 20 de fevereiro porém a data é de acordo com vontade do governo saudita que também trabalha com a possibilidade de realizar no dia 27. O anúncio de tal evento seria realizado em breve, segundo apontou o jornalista do Pro Wrestling Insider, Mike Johnson.
No entanto, o temor por um novo conflito entre Estados Unidos e Irã perto da região fez com que mais lutadores, além daqueles que já não foram da última vez por conta de motivos políticos, negassem a viajar para o país do Oriente Médio. Tudo leva a crer que existe um medo do avião que levar a delegação da WWE ao país seja atacado por um missíl considerando que o espaço aéreo nessa região está perigoso e um avião que levava em grande parte ucranianos e também canadenses a bordo foi derrubado pelo governo iraniano, deixando 176 mortos. Vale lembrar que apenas o golfo pérsico separa o Irã da Arábia Saudita
Da última vez, Kevin Owens, Finn Bálor, Daniel Bryan e John Cena se negaram a viajar para o Crown Jewel. Outro que também não pôde viajar foi Aleister Black, mas em razão de suas tatuagens, apesar do próprio lutador também ter se negado a embarcar no voô. Ainda não há nomes especulados em relação a essa informação, porém sites internacionais trabalham com a tese de que duas estrelas já revelaram sua decisão a executivos da empresa de Stamford.
Outro problema que a empresa de Stamford poderia enfrentar é em razão de, se o evento for realizado no dia 27 de fevereiro como se cogita, voltar aos Estados Unidos a tempo do Friday Night SmackDown e vale lembrar que da última vez a maior parte do roster ficou preso por conta do que foi dito pela empresa, ser “problemas mecânicos” com o avião.

Nenhum comentário:

Postar um comentário