--

Futuro da WrestleMania 36 só será decidido durante os próximos dias


Como é por conhecimento de quase todos, durante a tarde desta quinta-feira (12) de março ocorreu uma conferência de imprensa com às autoridades em Tampa na Flórida, falando sobre a pandemia do coronavírus (COVID-19), algo que continua a se espalhar pelo mundo.

Durante esta coletiva o xerife da cidade Chad Chronister, esteve questionando sobre a WrestleMania 36 e se a cidade de Tampa tomará alguma media para impedir a realização do evento por precaução.

Em resposta, o comissário Les Miller afirmou que o evento realiza-se daqui a três semanas, e que não querem tomar uma medida precipitada. Como tal, vão dar à WWE o período de uma semana para que a empresa tome uma decisão ou encontre uma solução. Daqui a uma semana, o assunto será novamente discutido e a cidade poderá impor alguma posição à empresa de Vince McMahon, relativamente à realização do evento. 

Durante esta conferência dos responsáveis da cidade de Tampa, também foi dito que a WWE ia realizar uma conferência de imprensa sobre este assunto, algo que até agora ainda não aconteceu.

Segundo o WrestleVotes, Vince McMahon está na cidade de Tampa e já terá falado com vários responsáveis da cidade. Daí que os mesmos lhe tenham dado um período de uma semana para que a WWE tome uma decisão e implemente algum tipo de medida. Dave Meltzer do Wrestling Observer também notificou que a WWE poderia realizar o evento em junho ou julho deste ano, mas que a empresa irá realizar de alguma fora o evento no dia 5 de abril.  Levantando a especulação sobre os moldes e local em que o espetáculo acontecerá, sendo que as hipóteses de acontecer no Performance Center ou sem público, as mais prováveis.

 A WWE já terá emitido um comunicado a alguns sites internacionais, dando conta que está a avaliar com as várias autoridades locais, o futuro da WrestleMania 36. A empresa reforça que vai implementar medidas de contingência, e que a saúde e segurança dos seus fãs, lutadores e funcionários continuam a ser a sua prioridade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário