WWE Notícias 24 horas

Cobertura WWE Monday Night RAW XXX 23/01/2023

 


Na noite desta segunda-feira, a USA Network trasnmitiu mais um episódio do Monday Night RAW, dessa vez sendo o especial de 30 anos da marca, diretamente do Wells Fargo Center em Filadélfia, Pensilvânia. Da rampa de entrada, Hogan cumprimenta o público e diz que muitos anos atrás, quando a “Hulkamania” estava em ascensão, foi criado um programa chamado Monday Night RAW e hoje serão comemorados os seus trinta anos de existência. Hogan promete que nesta noite o show será comemorado da maneira mais selvagem possível, agitando o WWE Universe. Vemos o que aconteceu no passado Friday Night SmackDown, com Kevin Owens atacando a The Bloodline antes da assinatura de contrato para a luta no Royal Rumble, enquanto Sami Zayn não apareceu para ajudar o grupo a tempo, levantando suspeitas sobre seu comportamento. Um julgamento será feito para com Zayn agora. Temos uma mesa no centro do ringue. Reigns pega o microfone e pede para que a Philadelphia lhe reconheça. Paul Heyman pega o microfone, enquanto Reigns se senta na cabeceira da mesa. Zayn se senta do outro lado, enquanto os Usos ficam do lado de Reigns. O público gritava por ECW e Heyman disse que se sente representado com isso, porém, ele diz a Reigns que a ECW está morta e espera que aconteça o mesmo com Zayn. Heyman diz que Zayn é um traidor, não merecendo estar na “ilha da relevância”. Heyman chama Zayn de Judas, pois ele quer ser o número um, no lugar de Reigns, não merecendo estar na Bloodline. Heyman diz que assim como o Philadelphia 49ers, Zayn não vale nada, e por falar no time local, o Eagles o engolirá na NFL. Heyman diz ter quatro imagens que provam a conspiração de Zayn contra Reigns e a Bloodline. Na primeira imagem, vemos um vídeo de agosto de 2022, quando Drew McIntyre atacou os Usos nos bastidores, com Zayn fugindo. Depois temos mais três vídeos em que Zayn aparentemente falha com a Bloodline. Zayn se decepciona após os vídeos, dizendo que não acredita que está passando por um julgamento depois de tudo o que fez pela família. Zayn diz que se sente machucado com tudo isso, afirmando que sua defesa será simplesmente não se defender. Reigns se irrita e questiona Zayn se ele acha que tudo o que está sendo feito nesta noite não significa nada, o chamando de egocêntrico. Reigns grita por Solo Sikoa, que vai na direção de Zayn, para lhe executar com um “Samoan Spike”. No entanto, no momento do golpe, Jey Uso segura o seu braço, chocando a todos. Jey diz a Reigns que preparou um vídeo em defesa de Zayn. Reigns pega o microfone e diz que como “Tribal Chief” ele declara Zayn inocente, mas somente por agora. Reigns diz que Jey Uso salvou a vida de Zayn, no entanto, ele não quer o ver até o Royal Rumble, quando ele terá um teste final. Reigns diz que no sábado todos irão saber se Zayn será parte da Bloodline ou não. Vemos agora várias atrações que acontecerão ainda hoje no RAW, como a Steel Cage Match entre Bayley e Becky Lynch, a NO-DQ Match, pelo United States Championship, entre Austin Theory e Bobby Lashley, além é claro de todas as lendas que estarão presentes. RAW Tag Team Championship Match: Jey Uso e Sami Zayn vs. The Judgment Day (Dominik Mysterio e Damian Priest c/ Finn Bálor e Rhea Ripley) – Zayn e Jey aplicam um “1D” em Dominik, seguido de pinfall. Toca a música de LA Knight e debaixo de muitas vaias ele vem ao ringue. Knight fala sobre o que Bray Wyatt fez no passado SmackDown, com suas marionetes idiotas da Firefly Fun House. Ele diz que nesta noite tem vários como Wyatt aqui, que se glorificam do passado e hoje não possui qualquer relevância. Knight desafia qualquer “velho” dos bastidores a vir ao ringue lhe desafiar. As luzes se apagam e tocam os sinos. Vem aí The Undertaker. Porém, de repente as luzes voltam e a sua música tema de “American Badass” toca. Undertaker aparece em cima de sua moto, agitando o Wells Fargo Center. Ao chegar no ringue, Undertaker vê que Knight foge. Knight ameaça subir ao ringue novamente, no entanto, diz que prefere deixar o “Deadman” em paz. Knight diz que é preciso lembrar somente que ele ainda é o melhor. As luzes se apagam e a música de Bray Wyatt toca. Knight, que está na rampa de entrada, de repente percebe Wyatt atrás dele. Knight foge para o ringue, porém, Undertaker lhe pega pelo pescoço. Wyatt chega ao ringue. Undertaker atira Knight para ele, com ele aplicando um “Sister Abigail”. Undertaker sussurra algo no ouvido de Wyatt e deixa o ringue. Na volta dos comerciais, Becky Lynch faz a sua entrada, porém, Dakota Kai e IYO SKY começam a lhe atacar. Lynch até tenta reagir, porém, é acertada por Kai, com uma corrente de ferro. SKY joga Lynch para dentro do ringue, junto de Bayley. Kai tranca a Steel Cage. O Damage CTRL destrói Lynch lá dentro. Adam Pearce aparece furioso, com vários oficias e necessita e um grande alicate para arrebentar o cadeado da jaula. O Damage CTRL sai do ringue por cima da jaula, comemorando, enquanto Lynch agoniza de dor. De volta a arena, toca a música da DX, e Triple H, Shawn Michaels, X-Pac, Road Dogg e Kurt Angle fazem suas entradas ao ringue, debaixo de muito barulho. Ao chegar no ringue, Dogg questiona o que Angle está fazendo ali. Angle diz que sempre quis fazer parte da DX e arranca a sua camisa, tendo uma da stable vestida por baixo. Michaels e Triple H dizem a Angle que para isso acontecer ele precisa passar por um teste. No entanto, quando o segmento continuaria, toca a música da The Imperium. Gunther, Giovanni Vinci e Ludwig Kaiser vem ao ringue. Kaiser diz que tudo o que está sendo feito aqui é patético. Gunther diz que essa palhaçada em um lugar sagrado como o ringue não deveria ser permitido, por isso, a Imperium está aqui para chutar traseiros, a não ser que alguém os encare. Triple H diz que está aposentado, assim como Michaels. X-Pac tem um problema no tornozelo e Road Dogg não está disposto. Todos olham para Angle, que também se recusa. Toca a música de Seth Rollins. Em seguida, toca a música dos Street Profits. Com todos no ringue, toca a música de Teddy Long, que anuncia uma 6-Man Tag Team Match entre os trios. Angle se oferece como “Special Guest Referee”. A luta acontecerá a seguir. 6-Man Tag Team Match: The Imperium (WWE Intercontinental Champion Gunther, Ludwig Kaiser e Giovanni Vinci) vs. Seth Rollins e Street Profits (Angelo Dawkins e Montez Ford) – Rollins aplica um “Curb Stomp” em Vinci, seguido de pinfall. No ringue, Flair diz que é bom ver a evolução do RAW, pois foi aqui que o wrestling feminino também evoluiu. Ela diz que de uma simples Diva, ela se tornou quatorze vezes campeã. Flair diz que apesar de ser no SmackDown, o RAW sempre será sua casa. Toca a música de Bianca Belair, a RAW Women’s Champion. Belair diz que respeita tudo o que Flair fez na WWE, mas no RAW é ela quem manda, e ela fará de tudo para o seu show continuar sendo o maior de toda a TV. Toca a música de Sonya Deville. Deville zomba do discurso de Ric Flair para com Charlotte. Para Bianca, ela zomba do fato de achar que as pessoas assistem o RAW por causa dela. Deville lembra do tempo em que ela comandou o RAW como General Manager, por isso, questiona o motivo dela não receber as honras. No ringue, Belair diz que se Deville quer chamar a atenção, porque ela não sobe ao ringue e se prepara para levar uma surra. A seguir Deville enfrentará Belair. No ringue, The Miz está chateado, pois não teve o seu grande momento neste RAW XXX. Kevin Owens aparece de repente, e aplica um “Stunner” em Miz. Owens pega o microfone e diz a Roman Reigns que se Sami Zayn não é um culpado, ele é, por sequestrar por mais de dois anos os títulos da WWE e Universal. Owens promete conquistar os títulos, nem que tenha que morrer para isso acontecer. WWE United States Championship – No Disqualification Match: Austin Theory vs. Bobby Lashley – Brock Lesnar invade o combate e aplica um “F5” sobre Lashley e outro sobre Theory. Theory fica por cima de Lashley, vencendo o combate após a contagem de três.